Você tem coragem?


Por: Lays Rosado

Passamos tanto tempo preocupados em quem deveremos ser ou simplesmente pensando no que os outros estão fazendo, que decidimos esquecer do que realmente importa: Dos sorrisos que não demos por medo, dos abraços que nunca sentimos por vergonha ou daquele simples “oi” que nunca falamos e o mais importante, não vamos esquecer da nossa salvação. 
Será mesmo que o mundo é tão grande?  Ou é nosso interior que é tão pequeno? Porque indagamos questões políticas, espirituais e emocionais das vidas dos outros e esquecemos de indagar a nós mesmos? Esquecemos de olhar para dentro e refletir nem que seja por um minuto do real significado de estarmos aqui na terra, ou você acha que é mera coincidência você está lendo esse texto de alguém que nem mesmo sabe o motivo de estar escrevendo?
Eu, eu mesmo que estou te fazendo essas perguntas posso afirmar que não consigo dormir à noite, minha mente pensa em um turbilhão de coisas e aos mesmo tempo em nada, minha ansiedade é tão grande que procuro alternativas para extasiar meus pensamentos. Porque é mais fácil ficar o dia todo na netflix, na TV ou lendo um livro do que pensar, pensar nas almas que estão perdidas, das guerras que nesse momento milhares de pessoas, em todo mundo, está sofrendo. Afinal, você e eu sabemos que precisamos de Jesus, mas estamos tão ocupados com coisas fúteis e irrelevantes que preferimos não lembrar da cruz e muito menos do seu eterno amor.
 É muito mais fácil orar, adorar ou seja lá o que for que você diz que faz para Cristo quando lhe é apropriado ou está precisando. Só nesses momentos que você sente uma necessidade desesperadora de quem te doou tanto amor (Jesus), é um momento de fraqueza eu sei, já senti isso tantas vezes que não posso contar nos dedos das mãos. Infelizmente, quando tudo estiver bem novamente, quando você conseguir o que quer, vai colocar seu Pai mais uma vez em uma caixa trancada com sete cadeados e uma corrente bem grossa.
Não fique me jugando ou pensando que estou te dizendo palavras duras, essas palavras primeiramente servem para mim, pois sou igualzinho (a) a você.  Só que existe uma pequena diferença aqui, hoje realmente decidi olhar dentro e enxergar a bagunça que existe aqui, mesmo que isso me causasse tamanha dor. 
Achei que não fosse suportar, mas eu olhei, olhei e tive tanto medo das coisas que encontrei, mas olhei de novo e de novo até achar aquilo que estava mais profundo, aquilo que estava me matando aos poucos. E quando achei não queria encará-lo, um desespero tomou conta do meu ser, lembrei das inúmeras vezes que falei para mim mesmo(a) que estava fazendo tudo certo, que não tinha nada demais, que não era errado e das milhares de desculpas que inventei para me convencer de que tudo estava certo. 
Mesmo assim procurei forças, gritei em silêncio e entreguei tudo a Jesus. E nesse mesmo momento fechei meus olhos, senti uma lágrima quente escorrer pelo meu rosto e mesmo não ouvindo uma palavra do meu salvador, eu soube que a partir daquele momento eu estava em processo de cura e ainda estou. 
Até esse momento eu não sabia o porquê de estar escrevendo isso, mas nessas últimas palavras eu descobri que estou passando aqui apenas para te dizer que você pode fazer o mesmo, pode destrancar os cadeados e tirar a corrente, olhar dentro de si e entregar tudo a Deus. Para isso você precisa ter coragem e eu realmente desejo que você seja capaz de olhar suas imperfeições, seus medos, sua maldade, anseios e enfrentá-los. Uma coisa posso te afirmar; você não vai se arrepender, quando Cristo mora permanentemente dentro de você, aquele ”oi”, abraço ou sorriso, nunca mais será o mesmo.

Postar um comentário

0 Comentários