Porquê as coisas acontecem



Por muito tempo, a minha mente questionou o universo, como ele poderia ser diferente, bem melhor do que é hoje. 


Acredito que todos já tiveram pensamentos como: “E se Adão e Eva não tivessem pecado?”, “A culpa é de Adão!” Ou até mesmo: “Por quê Deus fez o diabo?”


Esses questionamentos são comuns, pois nós temos a necessidade de querer uma explicação para tudo que vemos. E muitas vezes, questionamentos como esse acabam afastando as pessoas de Deus.


Por ter o Senhor,m como base da minha vida e de todas as coisas, sempre acreditei que tudo, absolutamente tudo, acontecia por meio dele. E isso me fez culpa-lo das coisas ruins que aconteceram, na mesma proporção que creditava as coisas boas à ele. 


Deus poderia nos fazer como robôs programados, tendo apenas uma função, sem subjetividade, apenas um ser mecânico. Mas, nem os anjos ele fez assim, pois até Lucifer(e outros) se rebelou.


O ponto é que, após muito pensar, eu entendi que a culpa não era do livre arbítrio que Deus nos deu, a culpa era das nossas atitudes. Porque se Deus é a verdade, não poderia criar um ser sem escolha. Deus não criou o ódio, ele criou o amor e a ausência dele regride a isso. Ele nos deu a opção de escolher, para que quando escolhecemos viéssemos a adora-lo em Espírito e em verdade, e não como seres programados pra isso, pois isso não seria verdadeiro, isso não é amor.


Sendo assim, o livre árbitro mas é uma consequência da essência de Deus, do que simplesmente uma regra criada. Ele, naturalmente existe, assim como o mal que há no mundo. 


A humanidade criou armas biológicas, fez as suas próprias leis, distorceu a palavra para beneficio próprio e para piorar, fez isso tudo em nome de Deus. 


Guardar a palavra no coração, faz com que a sua base em Deus não se corrompa. Muitos falarão em nome dele, mas não agirão conforme a palavra. E precisamos estar atentos para o que a palavra diz sobre tudo. 


Deus não pode ser culpado pelo que nós construímos de ruim, por que ele nos orientou e não seguimos os seus conselhos. Deus é justo e verdadeiro, ele jamais nos forçaria a ser, ou a amar, o que não queríamos. Porém, nos avisou sobre os prós e contras das nossas decisões.


Deus "retribuirá a cada um conforme o seu procedimento". Ele dará vida eterna aos que, persistindo em fazer o bem, buscam glória, honra e imortalidade. Mas haverá ira e indignação para os que são egoístas, que rejeitam a verdade e seguem a injustiça. Haverá tribulação e angústia para todo ser humano que pratica o mal: primeiro para o judeu, depois para o grego; mas glória, honra e paz para todo o que pratica o bem: primeiro para o judeu, depois para o grego. Pois em Deus não há parcialidade. “ 

(Rm 2:6-11)


Por fim as coisas acontecem por consequência de escolhas. E assim como as nossas escolhas afetam pessoas próximas a nós, as escolhas de outras pessoas, com mais poder, também nos afeta. Mas para nós, que estamos em Deus, conforta saber que não pertencemos a este mundo e que Deus nos guardará e nos sustentará, em boas ou más situações. 


Permaneça firme, pois a vida nunca foi uma brincadeira, achegue-se a Deus, por que ele é o que há de melhor no universo. 

Postar um comentário

0 Comentários