Tente olhar para o alheio



Por: Aline Barcellos|

Tente olhar para o alheio, nossas lutas não são as únicas, nossas dores não são apenas nossas, há pessoas sentindo as mesmas dores, as mesmas frustrações e as mesmas preocupações, o que as diferencia é a intensidade. Uns sentem mais, ou sentem menos. 

Tente olhar para o lado, quando fazemos o bem, o bem sempre vem.

As pessoas também precisam de carinho e atenção, elas também precisam de consideração. A união nos torna mais fortes, se você tentar olhar para a vida sob uma nova perspectiva, é inevitável, sempre há algo bom pra ver.

Dê bom dia a um desconhecido, pergunte se as pessoas estão bem não apenas por perguntar, mas esteja disponível para disponibilizar tempo. Dizemos tanto que amamos as pessoas, mas quando se trata de dedicar tempo, falhamos.

Visite o novo blog paraelas.org

As pessoas não vão se lembrar de quantos "eu te amo" nós dissemos, mas elas não se esquecerão de quantas vezes as estendemos as mãos, de quantas vezes deixamos nossa dor no bolso para poder ajudá-las, elas se lembrarão dos gestos, pois as palavras podem ir com o tempo.

Que sejamos menos mesquinhos, que possamos aprender a ouvir. Porque  fazer o bem, nos faz bem também.

Quando cuidamos da dor de alguém, Deus também envia pessoas para cuidar da nossa dor, pois em ambos os lados, Deus cuida da dor da gente, nos ensinando que a vida não é sobre quem chega primeiro, é quem não deixa de andar, não importando o quanto demore, pois no tempo certo há de chegar.

Não apresse o que não se deve apressar.

Ajude o próximo, ajude as pessoas, dedique tempo e seja presente. Se ajude, mas não deixe de ajudar os outros, ninguém é tão grande e independente que não dependa de ninguém, também precisamos uns dos outros.

Política de privacidade

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência em nosso site

Rede Liga Evangélica

My Instagram